Como montar um plano de carreira e crescer na profissão?

Desde a mais tenra idade somos conduzidos a um caminho de experimentos e descobertas incríveis sobre nossas capacidades, muitas vezes testadas enquanto vencemos as etapas do crescimento.

Mesmo sem a cognição definida, já percebemos por meio dos principais sentidos — tato, olfato, visão, audição e paladar — que é possível adquirir habilidades únicas que nos acompanharão pela vida inteira.

E, ao longo dessa jornada, percebemos que essas habilidades, quando atreladas a um bom preparo teórico, nos coloca à frente no universo acadêmico e também profissional com grandes chances de alcançar postos generosos. Claro que tudo depende do nosso objetivo e o quanto nos esforçamos para isso, mas é bem verdade que quanto mais nos preparamos, maior a chance de sucesso quando a oportunidade chegar.

Se você se identifica dentro desse cenário e está em busca de uma recompensa para todo o seu empenho conquistando a valorização que deseja, é importante planejar os passos minuciosamente montando um plano de carreira que dê sustentação a toda sua ambição.

É preciso dinamismo e coragem para enfrentar a concorrência e o mercado de trabalho, por isso, desenvolvemos este post para ajudar você, orientando sobre os possíveis pontos de evolução da sua profissão que merecem destaque dentro de um plano de carreira.

Continue a leitura e garanta seu lugar ao sol bem mais cedo do que possa imaginar!

O conceito de um plano de carreira

Compare um plano de carreira ao conteúdo programático universitário dividido em dez semestres. Durante esse período o aluno terá acesso a conteúdos diversos para graduação específica e aquisição de conhecimento que o permitam atuar como profissional de uma determinada área após a formatura.

Assim também podemos entender o plano de carreira — um conteúdo estruturado para um período longo que permite preparar melhor um profissional para chegar a um determinado posto com a maturidade de quem sabe o que quer.

Em um passado não muito distante, as empresas contavam com profissionais especialistas para atuar em variados setores e alcançar bons resultados, mas, na atualidade, foi preciso estabelecer um novo padrão de trabalho, mais generalista com conhecimentos múltiplos.

Um plano de carreira ajuda a definir ou redefinir perfis de acordo com as tendências e exigências mercadológicas para que os profissionais atinjam objetivos e metas em médio e longo prazo, sem perder tempo com estratégias infundadas.

É por meio dele que você identifica em quais competências deverá investir com maior propriedade, quais os aspectos poderá melhorar ao longo do tempo, como se guiar e burlar as oscilações do mercado.

A importância do plano de carreira

É possível que a vida seja bem-sucedida sem qualquer plano de carreira e é possível também que você queira seguir de forma livre e descompromissada com um plano mais leve e menos ambicioso.

Claro que isso não é um problema, pois ser feliz, para muitas pessoas, está muito acima de ter razão e, por isso, a carreira ocupa uma posição secundária na vida. Porém, se ela for uma prioridade, é inquestionável a importância de um plano plausível e ajustável ao contexto.

Um bom plano responde a perguntas internas que devem acompanhar todo o nosso processo de desenvolvimento:

  • quais são os meus sonhos?
  • O que estou fazendo para alcançá-los?
  • Estou feliz?
  • O que me faz feliz de verdade?
  • Tenho reserva financeira?
  • Quem são minhas referências profissionais?
  • Minha renda satisfaz às minhas necessidades?
  • Qual é o meu propósito pessoal e profissional?
  • Qual é o meu potencial profissional?
  • Tenho capacidade para ir além?
  • Onde desejo estar daqui 5, 10 e 20 anos?
  • Qual é a importância do trabalho em minha vida?
  • Qual é a importância da família em minha vida?

Em seguida, responda a algumas perguntas profissionais sobre o agora:

  • o cargo e o salário que tenho hoje me satisfazem?
  • Está feliz e satisfeito com minha profissão?
  • O que eu gosto de fazer durante o dia a dia de trabalho?
  • O que eu não gosto de fazer durante o dia a dia de trabalho?

Essas são perguntas iniciais e a sua lista podem conter outras tantas para compor seu esqueleto de planejamento, dando sentido à formalização das suas ambições. Colocar no papel os desejos pessoais que se fundem com os profissionais mostrará o quanto estamos definitivamente conectados de maneira complementar.

Os benefícios de ter um plano de carreira

O plano de carreira pode ser uma proposta da empresa ou um planejamento pessoal que você visualiza como sendo bom para os cargos que deseja ocupar ou para as atividades que pretende desempenhar.

Em ambos os casos, ressignificar as aptidões traz o benefício de alocar os profissionais em ocupações que permitam seu melhor desempenho para que, dentro de um escopo, a contribuição seja produtiva e rentável.

Além de se amparar nas conquistas da empresa, com o plano de carreira, você terá a oportunidade de desenhar a estrutura organizacional e se posicionar em todos os cargos do organograma, verificando as exigências para ocupação, com simulação de performance.

Mesmo que a empresa tenha um plano de carreira sólido, você poderá elaborar o seu pessoal e fazer uma corrida por fora de toda a tensão gerada pelas competições internas, se preparando com mais calma e imparcialidade.

Se para você um plano de carreira dá a dimensão de duas conquistas, para a empresa é também um ganho potencial de fidelidade e dedicação, pois, com ele, é provável que os transtornos com a rotatividade e o despreparo sejam atenuados.

Dentro de um plano de carreira empresarial há etapas de preparação profissional para desempenhar melhor as funções ou ocupar cargos de liderança, o que eleva o nível motivacional da equipe e gera oportunidades dentro da própria organização.

A estruturação de um plano de carreira

As empresas que utilizam o plano de carreira como ferramenta de identificação e aproveitamento de talentos para ocupar cargos estratégicos lançam mão de estruturas que direcionam funcionário e gestão. Conheça as três mais utilizadas!

Estrutura em linhas

Nela, o funcionário percorre um caminho em um padrão vertical e crescente, como em degraus para conquistar postos hierárquicos superiores ao seu.

Estrutura em rede

Uma estrutura mais flexível que permite ao profissional escolher seu objetivo e definir o que precisará desenvolver para alcançá-lo, sempre com doses diárias de adaptação a mudanças repentinas.

Nesse tipo de estrutura, a liberdade que o profissional tem de se locomover aleatoriamente torna seu plano ajustável às suas perspectivas. Ele pode, por exemplo, ocupar um cargo de gestão e decidir que não deseja tamanha responsabilidade e migrar para uma ocupação analítica.

Estrutura paralela

É uma estrutura de escolha entre gerencial e técnico, mas permitindo ao profissional se identificar com as exigências de cada função e o que receberá em troca. É uma das mais utilizadas, para que tanto a gestão quanto o indivíduo tenham autonomia para fazer escolhas que sejam boas para ambas as partes.

Passo a passo para montar um plano de carreira

Independentemente da sua profissão e do segmento em que atua, se seus objetivos não se pautarem em tópicos de preparação, certamente sua conquista está fadada ao insucesso.

Não se trata de incompetência, mas da dificuldade em estabelecer critérios e etapas até o alcance da meta. Nesse contexto, o melhor é seguir passos consistentes e eficazes dentro e fora da corporação.

Muito se espera de profissionais que mostram conhecimento elevado e que salientam querer ir além de sua posição atual. Se esse é seu caso, não corra o risco de ser traído pela falta de definição dos passos no seu plano de carreira.

Tome nota de algumas dicas importantes para seu sucesso!

Trace objetivos claros e acessíveis

Tudo bem que você deseje subir degraus importantes, mas saiba qual é o seu limite e o da empresa. Se a filosofia da corporação, no que diz respeito ao plano de carreira, não for de encontro à sua, dificilmente ocupará determinados cargos.

Se seu desejo é ocupar uma função que exija gestão de pessoas, por exemplo, mas encontra barreiras no aproveitamento interno de profissionais, procure meios de fazer com que seu perfil seja notado por meio da demonstração de capacidades inerentes a um determinado cargo.

Se ainda assim seu objeto de conquista não for possível dentro do formato atual, não perca tempo batendo em uma tecla que não emite som. Trate de buscar alternativas até que você ou as circunstâncias mudem.

Há profissionais com profundo expertise analítico e há também aqueles com um talento nato para a gestão de processos e pessoas, sendo possível que um mesmo indivíduo tenha competência para atuar nos dois campos com a mesma excelência.

Pensando nisso, é importante que tanto a empresa quanto o profissional saibam identificar o talento que será mais bem aproveitado para atribuir funções e responsabilidades específicas.

Existe uma grande diferença entre líder e chefe que se baseia no conceito de gestão que a empresa deseja implantar em seu negócio e isso precisa estar claro no seu plano, principalmente se caso um de seus alvos esteja ligado a um cargo de gestão.

Estabeleça prazos para suas metas

Se o tempo é um grande aliado das empresas no cumprimento de prazos para atender às expectativas de um cliente, não será diferente em relação às suas metas e ao seu esforço para finalizar um componente do seu plano.

Tente não esquecer que, se você está na corrida para aperfeiçoar suas competências e alçar maiores voos, os seus colegas de trabalho também fazem isso e não descansarão até conquistar a posição disputada.

Quanto mais postergar suas ações e todos os elementos que precisa para galgar a vaga dos sonhos, maior será o risco da frustração caso tenha que amargar a contratação externa ou a promoção daquele colega que até o dia anterior ocupava a mesma posição que você.

É comum que diariamente os acontecimentos da vida desviem a atenção para outro foco, mas não permita que seu plano de carreira seja atingido por uma dispersão prolongada.

Seus prazos devem ser estabelecidos para um ritmo saudável e contínuo. Lembre-se que o tempo é o mesmo, que passa igualmente para todos e o que difere são as prioridades que determinamos para cada fração diária de um período.

Faça cursos estratégicos

Dentro de todo o seu plano deve haver lugar para um preparo que ultrapasse a fronteira dos sonhos e se concretize de forma contundente. Se o lugar que você almeja exigir determinadas aptidões, busque meios de desenvolvê-las.

Muitos cargos exigem que o profissional fale outro idioma ou tenha uma especialização diferenciada, então, seja visionário e não deixe para se preparar apenas quando o momento oportuno chegar.

Pesquise no mercado e nas redes sociais sobre as tendências profissionais, os cursos mais procurados e os adeque ao seu perfil para ter um currículo digno de ocupar uma posição bem concorrida.

Por mais que você conheça da sua área, da sua formação e do negócio da sua empresa, todas as vezes que se dispuser a fazer um curso, entrará em contato com algo novo, pessoas novas e novidades teóricas que poderá colocar em prática em seu dia a dia.

Se sua empresa atua em prestação de serviços e seu trabalho está diretamente ligado ao relacionamento com cliente, desenvolva competências e habilidades para atendimento que encantem seu público desde o primeiro momento. Faça cursos de vendas, oratória e comunicação, por exemplo.

Não desista

Mesmo que as adversidades surjam em seu caminho durante a implantação do seu plano de carreira, não desista. Jamais se esqueça dos objetivos que fizeram você decidir por elaborá-lo e persistir faz parte do jogo.

Mesmo em um mercado dinâmico, com demandas modestas e ofertas abundantes, é normal que haja uma demora maior que a esperada, mas tenha em mente que a dedicação e o esforço serão compensados pela conquista.

Por toda a vida teremos revezes como uma verdadeira fonte de inspiração para não desistir no primeiro obstáculo e fazer da obstinação uma característica forte de quem se propõe a elaborar um plano de carreira e nele se amparar.

Os melhores resultados vêm de pessoas motivadas e com capacidade de motivar a equipe a seu redor, formando uma grande corrente de engajamento e produtividade. Seja o puxador e engrosse o coro dos excelentes resultados.

Recue para avançar

Se você elaborou um plano de carreira e ele não está dando o embasamento necessário para uma investida de sucesso, saiba parar, fazer ajustes e prosseguir. É fundamental entender o momento de recuar para reestruturar o esboço e estabelecer novos métodos.

Não será um problema regredir por um tempo se você identificar que pode criar um plano com melhores expectativas quanto ao êxito para suas investidas. Um dos segredos das pessoas de sucesso é ter calma e sabedoria para se mostrar no momento certo.

Equilibre vida pessoal e profissional

Independentemente do posto que você deseja ocupar na empresa em que trabalha ou em alguma outra no futuro, ter equilíbrio sob qualquer situação e em qualquer ambiente, dará subsídios para seus comportamentos ao longo da carreira.

Quando um plano de carreira é criado, o profissional sabe que em algum momento, um aspecto de sua vida ficará comprometido e se não houver um ponto de equilíbrio coerente o efeito pode ser devastador.

Evidencie as fortalezas e potencialize as fraquezas

Todos nós temos pontos fortes e fracos em escalas diferenciadas, e isso não é um grande problema quando damos a devida importância a cada uma delas e tratamos de equilibrá-las. Para que você tenha sucesso em sua empreitada, não ignore esse tópico. É importante identificar as maiores dificuldades e buscar meios de corrigir ou melhorar falhas evidentes.

Por outro lado, cada ponto forte é um ganho a mais dentro de um plano de carreira. Se você deixar claro as técnicas e teorias que mais domina, dará vazão a um aproveitamento de capacidades benéficas para o negócio da empresa.

A execução do plano de carreira

Ao concluir seu plano de carreira, será a hora de colocá-lo em prática, escolhendo as melhores oportunidades para dar as cartas. Como em um jogo de tabuleiro, observe bem a disposição de cada peça importante em sua movimentação.

Avance ou recue conforme as circunstâncias e o quanto elas podem estar a seu favor, sempre com muita atenção à filosofia da empresa, às variáveis do mercado e à escassez de determinadas profissões, em se tratando de mão de obra.

É muito importante que seu plano não seja algo superficial e que facilmente poderá ser largado em um canto da gaveta, afinal todo o tempo de elaboração, planejamento e preparação precisa gerar colheita após longo período de plantio.

Não solte ao vento todas as suas estratégias sem analisar as particularidades de cada investida. Se pergunte se é o momento certo de avançar e coloque em prática apenas aquilo que favoreça seus planos.

As 4 dicas que vão ajudar você a alavancar sua carreira

Alguns profissionais passam a vida sonhando com o dia em que a chefia imediata reconhecerá todo seu esforço oferecendo aquela promoção de cargo e salário. Outros contam com a sorte de estar no lugar certo, na hora exata, mas não é bem assim que funciona no mundo real e competitivo.

Embora seja possível cair nas graças de uma liderança e rapidamente ocupar um posto interessante, na maioria das vezes, o profissional precisará dedicar-se ao trabalho com bastante esforço para que, ao final, receba a recompensa. Por isso, não espere e dê uma ajudinha ao destino!

1. Atualize seu plano de carreira

Sempre que julgar necessário, recicle as ideias para adequar ao contexto atual que pode não ser o configurado tempos atrás. Faça alterações, inversões, inclusões, em todo e qualquer tópico que não estiver mais adequado àquilo que você almejou.

Aspectos como economia, formação, emprego e vida pessoal precisam ser levados em consideração se algum deles precisar passar por uma mudança drástica. Se isso acontecer, o plano já não obedece mais a uma linha de raciocínio e vivência.

2. Permita-se a visibilidade

Partindo do princípio de que “o que não é visto, não é desejado”, sempre que fizer um curso deixe que a empresa tome conhecimento de sua busca pela melhoria do currículo e da execução das suas atividades.

Cada diploma tem sabor de enriquecimento, de conhecimento e experiência. A empresa apenas saberá que você se graduou, qualificou ou ganhou experiência em algum quesito, se houver a comprovação adequada.

3. Seja participativo e empático

Durante reuniões e debates faça com que sua presença seja notada com participação efetiva e contribuinte, preferencialmente com intervenções que sugerem melhorias significativas para a empresa.

Coloque-se à disposição de todos para colaborar com as atividades, mas sem que isso pareça um ultraje. Mostre interesse genuíno em agregar valor ao trabalho executado durante o dia com sincera empatia.

4. Trabalhe com o desejo de vencer

Não seja um profissional morno a ponto de não ser lembrado como um colaborador importante nas melhores conquistas da empresa. Trabalhe com disposição, afinco e interesse em todo o negócio corporativo.

Todo profissional comprometido torna-se um pouco dono da empresa e defende sua metodologia de trabalho e razão de existência. O plano de carreira é a força motriz de quem deseja alcançar um lugar de sucesso e estabilidade.

Assim como um empreendedor elabora um plano de negócios e nele pontua todas as etapas a percorrer até a abertura do negócio, você também precisa enxergar no plano de carreira, uma ferramenta de grande utilidade ao longo da vida.

Com ele você pode eliminar ações improdutivas que, além de tomar um tempo desnecessário, geram ônus para resultados sem bônus e sem quaisquer perspectivas de um desfecho feliz.

Não inicie um plano de carreira se não há a intenção de abdicar de algo em função das etapas que precisa cumprir, sabotando seu próprio sucesso. Qual será a necessidade de um mergulho em lago raso?

Elaborar o plano não é garantia de triunfo, mas, sem ele, para você que aspira uma carreira recheada de boas histórias e trajetória de sucesso, tudo fica improvisado e sem diretriz. Seja um vencedor por organização e excelência!

O que você achou deste post para crescer na profissão montando um plano de carreira? Gostou? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter. Essa é a melhor e mais rápida maneira de receber as nossas atualizações na sua caixa de entrada!

Deixe um comentário