People analytics: entenda o que é e como utilizá-lo na sua empresa

Você sabia que é possível melhorar a gestão de pessoas utilizando técnicas de análise de dados? Estamos falando do People Analytics, processo de análise de dados comportamentais para prever cenários e evitar situações de risco no âmbito dos recursos humanos. Ficou curioso? Então continue lendo este post!

O mundo está cada vez mais digital. São gerados, diariamente, quintilhões de bytes e empresas já vem utilizando diversos tipos de registros para entender melhor os seus clientes. Mas uma grande tendência vem surgindo, pesquisadores descobriram que a ciência do Big Data também pode ser utilizada na análise de processos internos.

Afinal, os desafios de gestão de pessoas são inúmeros: como reter talentos, aumentar a produtividade, engajar a equipe, entre outros. O People Analytics vem para auxiliar no reconhecimento das causas de um problema, fazendo com que os gestores tomem decisões mais precisas.

O método People Analytics

Ao contrário do que muitos possam pensar o People Analytics não é um software que devolve respostas mastigadas. É uma metodologia de coleta, organização e análise de dados que permitem ao gestor ter uma visão estratégica do papel de cada funcionário dentro de uma organização.

Uma empresa pode coletar dados de diversas fontes como pesquisas internas, redes sociais, entre outros. Após isso, um Data Scientist (cientista de dados), ou até mesmo um software mais sofisticado, vai organizar esses dados e apresentar relatórios com as causas de um problema. Por isso, na hora de utilizar o método é muito importante saber escolher quais serão os dados coletados e utilizados.

As vantagens do People Analytics

Motivação da equipe e retenção de talentos

As vantagens são inúmeras e todas partem do princípio que você conhecerá melhor o seu colaborador e poderá criar planos de carreira que o satisfaça e o mantenha na empresa. A Associação Brasileira de Recursos Humanos mostrou, em uma pesquisa, que as companhias que fazem uma boa gestão de talentos, apresentam melhores resultados nos negócios.

Existem vários casos de sucesso. Citando de maneira bastante breve um deles, uma empresa de pesquisas não compreendia o motivo da saída constante dos seus colaboradores. A gestão acreditava que o esquema de promoções era suficiente para motivá-los a permanecer na empresa.

Após a utilização do People Analytics foi feita a descoberta de que movimentos laterais, isto é rotatividade de cargos, teria melhores resultados.  Isso aumentou em quase 50% as chances de um profissional permanecer na empresa.

Produtividade da empresa

A análise de dados permite que você entenda comportamentos que tornam suas equipes mais ou menos produtivas, permitindo a criação de ações para incentivá-las ou reprimi-las. Um exemplo prático disso é o de uma companhia de call center que avaliou diversos dados de seus operadores: tom de voz, frequência de interrupções, empatia demonstrada.

Os dados foram cruzados e os funcionários de melhor desempenho foram estudados. Descobriu-se então que estes costumavam fazer uma pausa para alívio de tensão juntos. Com isto, a empresa adotou uma política de intervalos e obteve um aumento de 23% nos indicadores de produtividade.

Bem-estar e segurança

A utilização do People Analytics pode ir muito além do óbvio de motivação, produtividade e engajamento. O método pode ser utilizado para melhorar a segurança no trabalho e, consequentemente, o bem-estar dos funcionários.

“Como assim?” — você pode perguntar. Respondemos com mais um exemplo prático: funcionários da indústria do aço, por exemplo, podem ser monitorados através de uma pulseira que mede temperatura, frequência cardíaca, entre outros parâmetros. Como o ambiente de trabalho é hostil, qualquer anormalidade nesses parâmetros é suficiente para que o supervisor aja antes que qualquer ocorrência mais grave venha a ocorrer.

Implantação do People Analytics

Após esses exemplos você deve estar achando o método mil maravilhas, não é mesmo? E realmente é muito bom. Mas para o seu completo sucesso é preciso ter cuidado no processo de implantação. Afinal, a tendência é que haja certa resistência às mudanças.

Por isso separamos algumas dicas das melhores consultorias estratégicas para que você comece a utilizar o People Analytics na sua empresa assim que possível:

Aja de forma democrática

Ninguém gosta de ter nenhuma mudança súbita imposta. Por isso, ouça o que seus colaboradores têm a dizer. Em especial, mostre como utilizar as ferramentas, promova treinamentos e compartilhe material didático, principalmente com os mais afetados pelas modificações.

Peça ajuda da equipe de marketing

Nem sempre as pessoas que desenvolvem boas ferramentas também são boas em comunicação, não é mesmo? Por isso, se você tiver como aliado um time de marketing, ficará muito mais fácil criar um plano de comunicação sobre a implantação do People Analytics na sua empresa. Deixe claros aspectos importantes, tal como a privacidade dos usuários.

Comece por quem mais precisa

Ao apresentar novas ferramentas, tenha como alvo pessoas que já estão com certa dificuldade em apresentar determinados resultados. Ao começarem a utilizá-la, eles verão sua utilidade e se tornarão divulgadores gratuitos da nova ferramenta.

Compartilhe informação

Pode parecer contraditório, mas um dos conselhos dados é que se divulgue informações sobre o que se aprende com o People Analytics. Afinal, o que faz o sucesso de uma empresa não é uma descoberta e sim sua aplicação. Por que não contribuir para a sofisticação global da gestão de pessoas?

Tendências mundiais

Como toda tendência no mercado, ainda há muito a se percorrer. Mas o que se tem visto hoje é o poder da informação nas tomadas de decisão.  O que se espera para o futuro da gestão de pessoas é uma mudança na hierarquia tradicional. As organizações são construídas em volta de equipes cada vez mais capacitadas. Entender esse novo modelo será a chave para o sucesso no desempenho de negócios.

Qualquer fórum de discussão sobre gestão de pessoas tem a liderança como tema principal. Como ser um bom líder? Como delegar melhor? É para isso que ferramentas como o People Analytics serão cada vez mais utilizadas.

Gostou desse conteúdo? Se você quer saber mais sobre gestão de pessoas, liderança e muitos outros assuntos, não deixe de seguir a Cestas Persona nas redes sociais. Estamos no Facebook e Twitter. Fique ligado!

Deixe um comentário