Saúde do trabalhador: saiba como e por que promovê-la

A saúde do trabalhador é uma evolução histórica que tem origem na antiguidade. Já no ano 300 a.C., nos ensinamentos de Euclides de Alexandria sobre princípios de geometria, esses conceitos foram usados para melhorar o método de trabalho dos agricultores à margem do Rio Nilo. Esse assunto também é tratado por Arquimedes em 287 anos A.C. que, através da “Lei das Alavancas”, veio a diminuir o esforço físico de muitos trabalhadores.

Como você pode ver, esse é um tema considerado relevante há muito tempo. Entender o porquê da preocupação com a saúde do trabalhador é muito relevante para o sucesso de qualquer organização. Continue com a leitura e entenda um pouco mais sobre este assunto!

Importância da saúde do trabalhador

Nos meados dos anos 1970, a saúde do trabalhador foi um tema bastante discutido. As diretrizes que normalizaram essas aplicações se tornaram públicas e ganharam força com o advento das “Teorias Administrativas” sobre o estilo de gerenciamento nas empresas em relação à qualidade de vida dos empregados.

A qualidade de vida dos trabalhadores não se aplica apenas ao trabalho, mas em todas as esferas da nossa vida. É uma prática que, já na década de 90, tomou uma proporção mais ampla e passou a fazer parte da agenda de grandes organizações preocupadas em promover a saúde de seus colaboradores.

Com o propósito de propiciar ou oferecer satisfação e bem-estar ao colaborador na realização de suas obrigações, a saúde do trabalhador, no contexto empresarial, é muito importante, pois através dela é possível ter o comprometimento dos funcionários para o cumprimento das tarefas e, por consequência, alcançar os objetivos pretendidos pela organização.

Através da QVT (qualidade de vida do trabalhador) sabemos que, além de proteger a saúde, ela é voltada para o aumento de sua produtividade, tornando a organização mais competitiva e resistente.

Principais vantagens

Tal preocupação é tão imprescindível que empresas como as organizações europeias e americanas, por exemplo, compreenderam essa evolução da administração e adotaram um conjunto de ações com inovações gerenciais, tecnológicas e na estrutura interior e exterior do ambiente organizacional, a fim de proporcionar condições adequadas ao seu contingente humano.

Aumento da produtividade

As organizações, atualmente, passaram a considerar o trabalhador e a analisar suas necessidades. Levando em conta que o ambiente em que estamos inseridos influencia diretamente no modo como nos portamos diariamente, as empresas que procuram atender às necessidades de seus colaboradores possuem funcionários mais satisfeitos e que, em virtude disso, apresentam um maior rendimento na execução de suas atividades.

Melhoria no comportamento e aumento da motivação

Alguns autores conceituaram a qualidade de vida no trabalho como uma variável que trouxe melhoria nos comportamentos, gerando maior motivação para o trabalhador, pois em um ambiente onde existe a valorização, colaboradores atuam de maneira mais alinhada às normas da instituição, favorecendo o crescimento econômico da organização em que atuam.

Saúde do trabalhador e descontinuidade no trabalho

Uma das grandes preocupações das empresas também é no que se refere ao afastamento de seus funcionários. Os impactos são grandes e refletem a necessidade de investir em programas para desenvolver ações que conscientizem os colaboradores sobre hábitos de vida mais saudáveis.

Habitualmente, são sugestões não obrigatórias, mas que oferecem aos empregados a possibilidade de desenvolver uma melhor condição e bem-estar. Com isso, é possível criar um clima organizacional saudável.

Dessa maneira, o colaborador assume o papel de principal responsável por escolher os hábitos de vida e a empresa em oferecer ao seu funcionário — e muitas vezes a seus familiares — as condições necessárias para que ele os mantenha.

Para garantir a manutenção desse programa a empresa deve contar com profissionais dos vários setores que possui, como, por exemplo:

  • departamento de Recursos Humanos;
  • eventos;
  • recrutamento, seleção e desenvolvimento;
  • serviço social,
  • serviço médico;
  • remuneração;
  • comunicação corporativa e benefícios.

Principais práticas e investimentos

A preocupação com a saúde do trabalhador vem se afirmando com práticas que estão em sintonia com a contemporaneidade. Abaixo estão algumas medidas frequentemente adotadas por organizações que tem o bem-estar dos funcionários como prioridade.

Estabelecer ações de incentivo

Algumas ações podem ser empregadas quando deseja-se incentivar o desenvolvimento de hábitos saudáveis entre os colaboradores, são elas:

  • palestras;
  • combate ao tabagismo;
  • incentivo a alimentação saudável;
  • auxílio e incentivo à prática de atividades físicas;
  • conscientização sobre importância do lazer;
  • cursos de atividades corporais/e ou mentais;
  • palestras e treinamentos sobre relacionamentos interpessoais;
  • estímulo ao desenvolvimento da leitura e autoconhecimento.

Investir e incentivar a melhoria da qualidade de vida na organização

Os investimentos na melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores e em sua saúde atrai muitas organizações pois está relacionado aos seguintes privilégios:

  • melhoria do clima organizacional;
  • aumento da força de trabalho;
  • melhoria de produtividade;
  • melhoria do ambiente de trabalho;
  • melhoria da imagem interna e externa da organização;
  • diminuição dos custos com assistência médica;
  • capacidade de atrair e reter pessoal qualificado;
  • maior divulgação e racionalização dos recursos e benefícios disponibilizados pela empresa;
  • diminuição do absenteísmo — horas improdutivas provocadas pelas ausências do trabalhador;
  • elevação do estímulo ao trabalho em equipe.

As empresas que se preocupam com a saúde de seu trabalhador procuram boas práticas sociais, pois compreendem o valor de um profissional satisfeito e que tenha prazer em trabalhar na instituição.

Oferecer cestas básicas

Empresas que se importam com o bem-estar de seus funcionários e familiares procuram oferecer mensalmente cestas básicas com o objetivo de promover uma alimentação saudável e equilibrada com produtos de alta qualidade. Existem também empresas que incluem nessa cesta produtos de limpeza e higiene pessoal, proporcionando aos funcionários cuidados e atenção extra com o seu bem-estar.

Estes são exemplos de medidas relacionadas à saúde do trabalhador que devem ser enxergadas como um investimento e não como despesa, uma vez que promovem resultados positivos para a organização e, também, aos colaboradores.

Por isso, se você gostou deste texto e deseja implementar esses cuidados em sua empresa, comece a mudança entrando em contato com a Cestas Persona, uma das empresas mais comprometidas, com opções de cestas que proporcionam opções básicas e elegantes, sempre com preços acessíveis e produtos de elevada qualidade.

Deixe um comentário